Confira 7 dicas para investidores iniciantes

É comum que os investidores iniciantes tenham dúvidas sobre o universo dos investimentos. Afinal, são tantos conceitos para aprender e possibilidades de investir que quem está começando no assunto pode se sentir perdido.

Esse é o seu caso? Saiba que, para construir uma jornada de sucesso nos investimentos, é necessário cultivar algumas habilidades e atitudes. Assim, você pode fazer melhores escolhas e construir uma vida financeira mais tranquila.

Quer saber como isso é possível? Então continue a leitura e confira 7 dicas para investidores iniciantes!

1. Faça um orçamento

O primeiro passo para quem deseja investir é fazer um orçamento. Ele servirá como um mapa para sua organização nas finanças, sabe? Dessa maneira, o orçamento permite utilizar o seu dinheiro da melhor forma possível.

Para isso, você deve listar os seus ganhos e gastos, estimar suas receitas e despesas futuras, e definir objetivos que deseja realizar. Assim, é possível traçar estratégias para cada conquista. Por outro lado, se você não tiver essa estratégia, existe um risco de gastar com o que não é necessário e se ver cada vez mais longe dos seus sonhos.

Sabendo disso, que tal começar o seu orçamento? Ele tem início quando você monta um controle de quanto gasta e quanto ganha e faz estimativas para o futuro, considerando as suas finanças. Você pode usar uma planilha, aplicativo financeiro ou até um caderno para anotar todas as rendas e despesas, fixas e variáveis.

Ao fazer isso, você entenderá como o dinheiro é gasto mensalmente e poderá fazer suas escolhas para o futuro. No final, confira o saldo restante no orçamento. Se ele for positivo, você pode utilizar o valor disponível para realizar suas metas.

Mas, se o saldo for negativo, é hora de cortar custos e fazer renda extra para ter dinheiro para investir! Afinal, você precisará ter recursos disponíveis para fazer as suas aplicações no mercado financeiro, certo?

Analise também se existem dívidas. Caso tenha pendências, organize-se para quitá-las. Isso porque elas costumam ter multas e juros que aumentam o valor devido com o tempo. Aqui, renegociar os débitos com o credor pode ser uma ótima solução para ter condições mais vantajosas e facilitar o pagamento.

2. Estude o mercado financeiro

Além de ter um bom planejamento das suas finanças, é importante estudar o mercado financeiro. Assim, você pode tomar decisões baseadas em informações confiáveis e não ficar refém de sugestões de investimentos que outras pessoas podem oferecer. Além disso, você terá ferramentas para conversar com seu gerente ou assessor de investimento. 

Portanto, busque aprender sobre as alternativas de renda fixa e de renda variável, os termos referentes ao mercado, entre outras informações. Para isso, aproveite os materiais de qualidade gratuitos na internet, como livros, posts, vídeos e podcasts de fontes seguras.

Afinal, com esse conhecimento, é possível aumentar as chances de investir naquilo que é melhor para a sua estratégia. Isso evita que você assuma riscos desnecessários, que podem prejudicar os seus resultados.

3. Embarque em uma jornada de autoconhecimento

Para investir com sabedoria, além de conhecer o mercado, é necessário ter autoconhecimento. Dessa forma, você consegue conhecer os critérios que vão ajudar na escolha das melhores alternativas para a sua estratégia de investimentos — como perfil de investidor e objetivos financeiros.

Ao conhecer o seu comportamento e emoções diante das oscilações de preço, instabilidades econômicas e outros riscos de investir, você pode entender melhor os seus limites. Sem isso, aumentam as chances de agir emocionalmente e tomar decisões erradas. Faz sentido, né?

Para conquistar o autoconhecimento, é importante refletir sobre a sua tolerância às possíveis perdas e a sua capacidade de adaptação. Você pode começar a investir aos poucos, analisando como reage aos movimentos do mercado, enquanto ajusta a sua estratégia.

Não precisa ter pressa nesse processo, combinado? Ele é fundamental para ajudar a direcionar as suas escolhas.

4. Entenda o seu perfil de investidor

O perfil de investidor é um fator necessário para fazer melhores escolhas. Isso porque ele mede a sua tolerância aos riscos envolvidos no mercado financeiro. Com essa informação, fica mais fácil identificar os investimentos que podem ser mais adequados para a sua carteira.

Você pode identificar o seu perfil de risco fazendo o teste de suitability nas instituições financeiras. É bem simples: ele é feito por meio de um questionário sobre seu patrimônio, objetivos, conhecimentos sobre o mercado financeiro e questões relacionadas.

Depois de responder todas as questões, o sistema apresentará o resultado. O perfil pode ser: conservador, moderado ou arrojado, em ordem crescente de tolerância aos riscos. Fácil, né? Vale saber que a aplicação desse teste é obrigatória pelas instituições financeiras que fazem distribuição de investimentos.

5. Estabeleça os seus objetivos financeiros

Outro passo essencial que os investidores iniciantes devem dar é definir os objetivos financeiros. Ao estabelecer essas metas, você pode escolher aplicações com características e prazos mais alinhados com elas.

Por exemplo, se a sua intenção é investir para a reserva de emergência, você deverá escolher produtos conservadores e que tenham liquidez diária.

Ela é um montante guardado para cobrir imprevistos. Esse cuidado é fundamental para ter tranquilidade financeira e proteger a sua carteira de investimentos.

Afinal, se um problema acontecer, você não vai precisar mexer nos seus investimentos em cenários ruins, certo?

Mas se o seu objetivo é acumular patrimônio e se aposentar daqui a 20 anos, você poderá alocar seus recursos em investimentos menos líquidos e com mais risco do que no exemplo anterior.

6. Faça aportes frequentes

Para construir um patrimônio do zero é fundamental realizar aportes frequentes. Isso significa separar um montante mensal para investir e ter disciplina para manter esse hábito ao longo dos anos.

Assim, você consegue potencializar o efeito dos juros compostos e acelerar a conquista de seus objetivos. Interessante, não é? Para manter o foco, trabalhe o seu orçamento.

Além disso, tenha paciência para esperar a ação do tempo sobre os seus recursos. Tenha em mente que o longo prazo tende a otimizar os retornos financeiros e ajuda a diminuir os riscos da carteira.

7. Tome cuidado com golpes

No mercado financeiro, quanto maior a chance de ganhos, maior é o risco. Tenha em mente que não existem investimentos com retornos altos, rápidos e seguros ao mesmo tempo. Quando você se depara com promessas desse tipo, não se deixe levar pela ideia de enriquecimento fácil, beleza?

Esse tipo de oferta pode ser um golpe e fazer você perder dinheiro. Então busque sempre por investimentos oferecidos por instituições reguladas e que se encaixam em sua estratégia, combinado?

Neste post, você aprendeu 7 dicas para investidores iniciantes que podem ajudar a ter uma vida financeira mais tranquila e realizar sonhos. Agora, é hora de colocar os hábitos em prática e construir o seu patrimônio!

Fonte: Como Investir/Anbima

Você precisa estar logado para avaliar este conteúdo. 🙂



3 de maio de 2023

0 respostas em "Confira 7 dicas para investidores iniciantes"

Deixe uma mensagem

l:/
© 2023 - EATON PREV - Todos os direitos reservados | Plataforma powered by MIRADOR
Gire a roleta da fortuna!
Kindly get back to your previous orientation view... your wheel is rolling there...

Você ganhou pontos grátis
Roleta da Fortuna chance especial desbloqueada!
Sua vida financeira não é uma roleta da sorte, ela precisa de planejamento e disciplina. Mas aqui você pode brincar e ganhar pontos. Afinal, um pouco de sorte também cai bem, né? Gire a roleta e boa sorte!
*Você pode girar a roda apenas uma vez por mês.
Você precisa estar logado para girar a roleta!